Indicadores e Índices de Manutenção 2ª Edição

Esta segunda edição do livro de Indicadores e Índices de Manutenção é uma atualização e ampliação da primeira edição com mais estudos e mais exemplos.
Foi incluída uma introdução sobre Gestão de Ativos, a partir de minha compreensão e meu aprendizado sobre este assunto. Não se pretende ensinar Gestão de Ativos nesta obra, mas, antes de mais nada, mostrar as interligações entre Gestão de Ativos e o que nós da Manutenção já falamos e fazemos há décadas.

Por: R$ 45,00

Preço a vista: R$ 45,00

+-
Comprar
Opções de Parcelamento:
  • à vista R$ 45,00
Outras formas de pagamento

Quem viu este produto , comprou

  • Manual Básico para Inspetor de Manutenção Industrial

    Nesta obra, os leitores encontrarão informações sobre o que realmente é o Inspetor de Manutenção Industrial, suas responsabilidades, como se forma o profissional e o que as empresas esperam destes. ... Ler mais +

    QUERO VER
  • A Falha não é uma Opção - 2ª Edição Revisada e Ampliada

    "Com mais de 25 anos de experiência na Gestão da Manutenção, tive a oportunidade de escrever um livro que pode ser interpretado como uma “ferramenta” do dia a dia para o profissional que esteja envolvido com os equipamentos e instalações, pois está repleto de exemplos que ocorrem diariamente nas mais diversas empresas e, facilmente, o leitor irá se deparar com uma situação já ocorrida no seu trabalho. Procurei concentrar em um mesmo livro todos os aspectos que considero importantes quando estamos diante de um evento de Falha Funcional em um equipamento, no propósito de eliminar qualquer oportunidade de reincidência." ... Ler mais +

    QUERO VER
  • A Governança da Manutenção na Obtenção de Resultados Sustentáveis

    "Com mais de 23 anos como Consultor de Engenharia de Manutenção, tive a oportunidade de identificar a grande demanda existente no desenvolvimento dos processos de Governança da Manutenção, pois, as empresas, de uma maneira geral, possuem um corpo técnico muito bem desenvolvido, e através das práticas diárias vão se capacitando a cada dia, mas, quando procurei por evidências concretas nos quesitos que envolvem a gestão estratégica do corpo técnico, encontrei uma variabilidade preocupante no sentido de entender o motivo pelo qual a maioria dos processos implantados nas empresas não consegue se sustentar a ponto de garantir resultados crescentes e permanentes, e uma estrutura funcional motivada a um ambiente proativo e planejado." ... Ler mais +

    QUERO VER
  • Técnicas Avançadas de Manutenção - 2ª Edição Revisada e Ampliada

    Nesta 2ª edição, estão incluídas as normas de segurança de máquinas e ergonomia, as quais considero estratégicas. A gestão de ativos e o gerenciamento de projetos complementam o capítulo. Logo após, seguem os conceitos sobre a Prevenção da Manutenção, a qual define padrões e ações que visam evitar a falha em fases anteriores ao projeto de máquinas e utilidades. Foi acrescentado um caso sobre implementação da “Manutenção Autônoma”. ... Ler mais +

    QUERO VER
  • Indicadores e Índices de Manutenção 2ª Edição

    Esta segunda edição do livro de Indicadores e Índices de Manutenção é uma atualização e ampliação da primeira edição com mais estudos e mais exemplos.
    Foi incluída uma introdução sobre Gestão de Ativos, a partir de minha compreensão e meu aprendizado sobre este assunto. Não se pretende ensinar Gestão de Ativos nesta obra, mas, antes de mais nada, mostrar as interligações entre Gestão de Ativos e o que nós da Manutenção já falamos e fazemos há décadas. ... Ler mais +

    QUERO VER

Quem viu este produto , também se interessou

  • Manual Básico para Inspetor de Manutenção Industrial - Volume 2

    Nesta obra, os leitores encontrarão um mundo de informações sobre quais são as funções e atribuições de um Inspetor de Manutenção Industrial, suas responsabilidades, como se formam esses profissionais e o que as organizações almejam com seus resultados. ... Ler mais +

    QUERO VER
  • Álgebra Linear Numérica e Computacional - Métodos de Krylov para a Solução de Sistemas Lineares

    A presente obra destina-se a alunos no final da graduação com conhecimentos básicos em Álgebra Linear, estudantes de mestrado e doutorado em ciências exatas e pesquisadores em Álgebra Linear Aplicada. Dividida em três partes, cobre os fundamentos teóricos, as formulações clássica e moderna dos métodos de Krylov, a última, baseada no conceito de ângulos entre subespaços das aproximações e dos resíduos. ... Ler mais +

    QUERO VER
  • Técnicas Avançadas de Manutenção - 2ª Edição Revisada e Ampliada

    Nesta 2ª edição, estão incluídas as normas de segurança de máquinas e ergonomia, as quais considero estratégicas. A gestão de ativos e o gerenciamento de projetos complementam o capítulo. Logo após, seguem os conceitos sobre a Prevenção da Manutenção, a qual define padrões e ações que visam evitar a falha em fases anteriores ao projeto de máquinas e utilidades. Foi acrescentado um caso sobre implementação da “Manutenção Autônoma”. ... Ler mais +

    QUERO VER
  • Algoritmos - Programação para Iniciantes 3ª Edição

    Este livro tem por objetivo apresentar os fundamentos da lógica para a programação de computadores, capacitando o leitor a construir algoritmos estruturados. Os diversos assuntos e exercícios são totalmente baseados em experiências reais do autor vivenciadas em sala de aula, transferindo para o livro as explicações e os exemplos usados em aulas de algoritmos e programação. A leitura e a prática não exigem conhecimento prévio do assunto por parte do leitor. ... Ler mais +

    QUERO VER
  • Gerenciamento de Projetos Sem Crise

    Como evitar problemas previsíveis para o sucesso do projeto
    Consulte o livro Gerenciamento de projetos sem crise: como evitar problemas previsíveis para o sucesso do projeto e encontre os segredos que lhe ajudarão a se tornar um gerente de projetos de ponta em sua empresa, em seu campo e, talvez, até no mundo! ... Ler mais +

    QUERO VER
  • Manual Básico para Inspetor de Manutenção Industrial

    Nesta obra, os leitores encontrarão informações sobre o que realmente é o Inspetor de Manutenção Industrial, suas responsabilidades, como se forma o profissional e o que as empresas esperam destes. ... Ler mais +

    QUERO VER
  • E-BOOK Manutenção Industrial - Do Estratégico ao Operacional (envio por e-mail)

    *** ATENÇÃO ***
    PRODUTO DIGITAL PARA DOWNLOAD.
    RECEBERÁ O LINK E AS INSTRUÇÕES VIA E-MAIL EM ATÉ 2 DIAS ÚTEIS APÓS A CONFIRMAÇÃO DA COMPRA.
    NÃO REALIZAMOS DEVOLUÇÕES DESTE PRODUTO.
    ANTES DE COMPRAR VERIFIQUE SE SEU PC OU DISPOSITIVO ESTÁ APTO À BAIXAR O ARQUIVO. VEJA MAIS EM INFORMAÇÕES ABAIXO.
    *CASO TENHA ESCOLHIDO JUNTO AO E-BOOK UM PRODUTO FÍSICO, O MESMO APARECERÁ NO CARRINHO COM O PRAZO DE ENTREGA E O CUSTO DO FRETE
    NESTE CASO, A OPÇÃO ENVIO POR EMAIL DESAPARECERÁ , POREM NÃO SE PREOCUPE, POIS SEU E-BOOK SERÁ ENVIADO EM ATÉ 2 DIAS ÚTEIS PARA O SEU EMAIL .
    ... Ler mais +

    QUERO VER
  • E-BOOK A Falha não é uma Opção - 2ª Edição Revisada e Ampliada (envio por e-mail)

    *** ATENÇÃO ***
    PRODUTO DIGITAL PARA DOWNLOAD.
    RECEBERÁ O LINK E AS INSTRUÇÕES VIA E-MAIL EM ATÉ 2 DIAS ÚTEIS APÓS A CONFIRMAÇÃO DA COMPRA.
    NÃO REALIZAMOS DEVOLUÇÕES DESTE PRODUTO.
    ANTES DE COMPRAR VERIFIQUE SE SEU PC OU DISPOSITIVO ESTÁ APTO À BAIXAR O ARQUIVO. VEJA MAIS EM INFORMAÇÕES ABAIXO.
    *CASO TENHA ESCOLHIDO JUNTO AO E-BOOK UM PRODUTO FÍSICO, O MESMO APARECERÁ NO CARRINHO COM O PRAZO DE ENTREGA E O CUSTO DO FRETE
    NESTE CASO, A OPÇÃO ENVIO POR EMAIL DESAPARECERÁ , POREM NÃO SE PREOCUPE, POIS SEU E-BOOK SERÁ ENVIADO EM ATÉ 2 DIAS ÚTEIS PARA O SEU EMAIL .
    ... Ler mais +

    QUERO VER
  • Refrigeração e Climatização para Técnicos e Engenheiros

    “Profissionais do setor hão de concordar que as áreas de Refrigeração e Conforto Ambiental são extremamente carentes de livros. Creio que a proposta de ‘Refrigeração e Climatização para Técnicos e Engenheiros’ não é ser um livro texto, mas uma fonte de consulta para estudantes e profissionais. Durante a leitura desta obra me deparei com respostas para algumas das freqüentes perguntas de meus alunos de graduação em ‘Ar Condicionado e Refrigeração’ do curso de Engenharia Mecânica da UFPE.” “Creio que ‘Refrigeração e Climatização’ fará parte da bibliografia complementar de disciplinas da área de refrigeração e conforto ambiental, de cursos técnicos e de Engenharia, sendo uma importante fonte de consulta.” Ana Rosa Mendes Primo, PhD Coordenadora do PPGEM/UFPE ... Ler mais +

    QUERO VER
  • Administração de Redes com Windows Server para Pequenas e Médias Empresas

    Pensado para as pequenas e médias empresas, as quais, geralmente, não possuem equipe(s) de TI para manter o seu ambiente em tempo integral, e, também, em técnicos que estão iniciando nas tecnologias para servidores. Este livro apresenta formas de planejamento, implantação e administração de uma rede baseada nas melhores práticas da Microsoft para plataformas Windows Server ™ ... Ler mais +

    QUERO VER
  • A Governança da Manutenção na Obtenção de Resultados Sustentáveis

    "Com mais de 23 anos como Consultor de Engenharia de Manutenção, tive a oportunidade de identificar a grande demanda existente no desenvolvimento dos processos de Governança da Manutenção, pois, as empresas, de uma maneira geral, possuem um corpo técnico muito bem desenvolvido, e através das práticas diárias vão se capacitando a cada dia, mas, quando procurei por evidências concretas nos quesitos que envolvem a gestão estratégica do corpo técnico, encontrei uma variabilidade preocupante no sentido de entender o motivo pelo qual a maioria dos processos implantados nas empresas não consegue se sustentar a ponto de garantir resultados crescentes e permanentes, e uma estrutura funcional motivada a um ambiente proativo e planejado." ... Ler mais +

    QUERO VER
  • A Falha não é uma Opção - 2ª Edição Revisada e Ampliada

    "Com mais de 25 anos de experiência na Gestão da Manutenção, tive a oportunidade de escrever um livro que pode ser interpretado como uma “ferramenta” do dia a dia para o profissional que esteja envolvido com os equipamentos e instalações, pois está repleto de exemplos que ocorrem diariamente nas mais diversas empresas e, facilmente, o leitor irá se deparar com uma situação já ocorrida no seu trabalho. Procurei concentrar em um mesmo livro todos os aspectos que considero importantes quando estamos diante de um evento de Falha Funcional em um equipamento, no propósito de eliminar qualquer oportunidade de reincidência." ... Ler mais +

    QUERO VER
  • Descrição
    Indicadores e Índices de Manutenção 2a. Edição

    Esta segunda edição do livro de Indicadores e Índices de Manutenção é uma atualização e ampliação da primeira edição com mais estudos e mais exemplos.

    Foi incluída uma introdução sobre Gestão de Ativos, a partir de minha compreensão e meu aprendizado sobre este assunto. Não se pretende ensinar Gestão de Ativos nesta obra, mas, antes de mais nada, mostrar as interligações entre Gestão de Ativos e o que nós da Manutenção já falamos e fazemos há décadas.

    A parte básica sobre indicadores trata o assunto sobre três modos diferentes: uma visão que trata sobre indicadores de Capacitação e de Performance, a visão que trata sobre os KPI e KPP e ainda a visão da JUSE que trata sobre Indicadores de Controle e de Verificação usada na abordagem (da JUSE) da Teoria da Qualidade Total.

    Por solicitação de diversos treinandos em sala de aula foi incluído nesta obra um capítulo com definições para melhor entendermos o significado das palavras usadas no texto. Assim, ao medir uma variável, você poderá dar para esta variável mensurada um nome que esteja de acordo com suas necessidades e usando os termos com os significados usuais de maneira adequada.

    Aperfeiçoamos a parte sobre Capacitação da Manutenção e como mensurar esta capacitação e aprimorando e melhorando o estudo anterior e, principalmente, os estudos sobre indicadores de Gerência de Máquinas.

    Somamos informações sobre o conteúdo deste livro e os anteriores.

    Gil Branco Filho - O Autor
  • Sobre o Autor
  • Especificação

    Características

    Tipo de LivroLivro Físico

    Especificações

    Sobre o AutorGil Branco Filho

    Engenheiro Eletrônico (UFRJ 1969), Engenheiro Elétrico (USU 1978) e Pós-graduado em Engenharia Econômica (UERJ 1984), Especialização em Automação Naval (Inglaterra 1970), Especialização em Engenharia do Ar Condicionado (CEPURJ-UERJ-1975) Profissional Certificado em Manutenção de Aeronaves (MAer - DAC – 1963).

    Estágios e treinamentos em Técnicas de Gerência de Manutenção, em fábricas no Brasil e no exterior. Diversos Cursos na área da Qualidade.

    Mais de 50 anos de trabalhos em Manutenção na área naval, estaleiros, metalúrgica, em área industrial, farmacêutica, aviação e prestação de serviços.

    Sócio-fundador da ABRAMAN, Diretor da ABRAMAN Nacional de 1984 a 1989 e membro do Conselho Deliberativo de 1984 a 1989 e para os biênios 1995 a 1997,1999 a 2004 e 2011 a 2015. Vice-diretor da Regional Rio de Janeiro no Biênio 2001 a 2002. Diretor Regional RJ no biênio 2003 a 2004.

    Membro do Comitê de Elaboração do Documento Nacional editado pela Abraman, e Presidente da Comissão de Padronização de Terminologia da Abraman até 1998.

    Membro da ISPE, International Society Of Pharmaceutical Engeneering. Colaborou no Brazil Task Force, e ISPE Steering Comitte. Participou de eventos internacionais na área farmacêutica nos Estados Unidos e Brasil. Sócio-fundador da ISPE Brasil Afiliated. Diretor para o biênio 1999/2000. Apresentador de trabalhos na Interphex South America 1999.

    Trabalhos publicados na área de Informática, de Engenharia de Manutenção, e de Planejamento e Controle da Manutenção no Brasil e no exterior, inclusive pelas UPADI e FEBRAE, Autor do Dicionário de Termos de Manutenção, pela Abraman, aprovado e validado pelo Comitê Argentino de Manutenção e pela Federação Ibero-americana da Manutenção.

    Instrutor de técnicas de Gerenciamento de Manutenção, de Planejamento e Controle de Manutenção, Engenharia da Confiabilidade, Manutenção Preditiva, Otimização de Manutenção, Pesquisa Operacional aplicada à Manutenção, Qualidade Total e Serviços, Padronização de Índices de Manutenção e Organização de Manutenção nos Cursos de Gerência de Manutenção da Abraman – São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro.

    Instrutor e Consultor em Manutenção Centrada em Confiabilidade desde 1997.

    Ex-professor de cursos de Pós-graduação de Engenharia de Manutenção da UFRJ; UFF; IEC-PUC-BH; PUC-RS; UNILESTE; FCJ, Faculdade INPG e Sustentare (Joinville).

    Apresentador de trabalhos em Congressos Brasileiros de Manutenção, Argentinos, Chilenos e Norte-Americanos desde 1982.
    Informações TécnicasSumários

    1 – Gestão de Ativos -
    1-1

    1.1 – Definições para este capítulo. - 1-1

    1.2 – Noções sobre Gestão de Ativos na Empresa. - 1-4

    1.3 - Gestão de Ativos na Manutenção. - 1-7



    2 – Introdução ao Estudo de Indicadores e Índices. - 2-19

    2.1 – Definições de Indicadores e Índices - 2-24

    2.2 – Computador, Indicadores e o CMMS. - 2-26

    2.3 – Empresas com Manutenção Informatizada. - 2-28

    2.4 – Indicadores e índices Mais Usados - 2-30

    2.5 – Os Tipos de Indicadores. - 2-33

    2.6 – Estudo Sobre Qualidade - 2-48

    2.7 – Qualidade Total e seus Componentes - 2-53

    2.8 – Itens de Controle e Verificação. - 2-56

    2.9 – O que é Meta - 2-62

    2.10 – Para que Serve um Programa de PCM? - 2-64

    2.11 – Por que Padronizar Códigos de Indicadores? - 2-65



    3 – Definições sobre manutenção. - 3-67

    3.1 – Resumo. - 3-67

    3.2 – Definições sobre a função Manutenção - 3-67

    3.3 – Definições sobre Tipos de Manutenção - 3-68

    3.4 – O que é Manutenção Corretiva - 3-68

    3.5 – O que é Manutenção Preventiva. - 3-72

    3.6 – O que é Manutenção Preditiva - 3-75

    3.7 – Prevenção de Manutenção. - 3-78

    3.8 – Revisão. - 3-78

    3.9 – Revisão Geral - 3-78

    3.10 - Visualização das Definições. - 3-78

    3.11 - Comentários. - 3-80



    4 – Códigos para representar Indicadores. - 4-81

    4.1 – Resumo - 4-81

    4.2 – Regra de Formação. - 4-81

    4.3 – Alcance do Código. - 4-82

    4.4 – Significados para as Letras - 4-83

    4.5 – Anormalidades de Uso Consagrado - 4-85

    4.6 – Exemplos do Potencial do Código - 4-86

    4.7 – Recomendações sobre os códigos. - 4-88

    4.8 – Exemplos de Relatório com Índice. - 4-88

    4.9 – Comentários sobre este capítulo. - 4-90



    5 – Indicadores de Capacitação da Manutenção. - 5-91

    5.1 – Resumo - 5-91

    5.2 – Definições Usadas neste Capítulo. - 5-91

    5.3 – Introdução à Capacitação. - 5-94

    5.4 – Indicadores de Capacitação - Executantes. - 5-96

    5.5 - Indicadores de Capacitação - Oficinas. - 5-106

    5.6 - Indicadores da Capacitação - PCM. - 5-111

    5.7 – Comentários Sobre este Capítulo - 5-114



    6 – Indicadores da Capacidade Produtiva. - 6-115

    6.1 – Resumo - 6-115

    6.2 – Medições da Capacidade – Manutenção e Produção - 6-116

    6.3 – Medição da Capacidade Instalada - 6-116

    6.4 – Capacidade de Produção Requerida - 6-117

    6.5 – Percentual Utilizado da Capacidade. - 6-118

    6.6 – Percentual não Utilizado da Capacidade - 6-119

    6.7 – Performance Global dos Equipamentos - 6-120

    6.8 – Eficiência dos Equipamentos - 6-122

    6.9 – Medição por OEE. - 6-122

    6.10 – Medição por TEEP - 6-130



    7 – Indicadores de Desempenho das Máquinas - 7-133

    7.1 – Resumo - 7-133

    7.2 – Introdução a Indicadores de Máquinas. - 7-133

    7.3 – Estudo sobre Disponibilidade - 7-135

    7.4 – Fórmula: máquinas em operação continua. - 7-135

    7.5 – Fórmula: máquinas que não operam continuamente. - 7-138

    7.6 – Disponibilidade com Preventiva e Corretiva - 7-140

    7.7 – Disponibilidade Operacional. - 7-142

    7.8 – Disponibilidade Inerente ou Intrínseca - 7-147

    7.9 – Indisponibilidade. - 7-149

    7.10 – Indisponibilidade Operacional pela Manutenção - 7-150

    7.11 – Tempo Médio Entre Falhas - 7-151

    7.12 – Tempo Médio para a Falha - 7-154

    7.13 – Tempo Médio para Perda da Função - 7-156

    7.14 – Cálculo do Tempo Médio para Reparo - 7-157

    7.15 – Tempo Médio para Restaurar a Função - 7-160

    7.16 – Taxa de Falha Observada - 7-160

    7.17 - Indisponibilidade de Equipamentos - 7-163

    7.18 – Taxa de Reparo - 7-165

    7.19 – Confiabilidade - 7-166

    7.20 – Confiabilidade e a Distribuição de Weibull - 7-170

    7.21 – Manutenibilidade - 7-174

    7.22 – Considerações sobre Algumas Fórmulas - 7-177



    8 – Indicadores de Desempenho da Mão de Obra - 8-181

    8.1 – Considerações Preliminares. - 8-181

    8.2 – Eficiência da Supervisão e Programação - 8-182

    8.3 – Eficiência da Equipe - 8-183

    8.4 – Eficiência da Equipe de Preventiva - 8-185

    8.5 – Eficiência da Equipe de Corretiva - 8-185

    8.6 – Eficiência da Equipe de Preditiva - 8-186

    8.7 – Capacidade de Absorção de Trabalho - 8-186

    8.8 – Percentual em Trabalhos de Preventiva - 8-187

    8.9 – Percentual em Trabalhos Corretiva - 8-187

    8.10 – Percentual em Trabalhos de Preditiva - 8-188

    8.11 - Percentual em Trabalhos de Emergência - 8-188

    8.12 – Percentual em Trabalhos Estranhos - 8-189

    8.13 – Percentual Total em Manutenção - 8-190

    8.14 – Excesso de Serviço do Pessoal - 8-191

    8.15 – Estrutura de Envelhecimento e Idade - 8-193

    8.16 – Tempo para Aposentadoria - 8-194

    8.17 – Tempo Médio de Casa - 8-194

    8.18 – Clima Social - 8-195

    8.19 – Turnover em Manutenção - 8-196

    8.20 – Absenteísmo - 8-199

    8.21 – Backlog – Definição, Teoria e Fórmulas. - 8-200

    8.22 – Análise dos Gráficos de Valores de Backlog - 8-211

    8.23 – Como Lidar com seu Backlog - 8-224

    8.24 – A Teoria das Filas e Backlog - 8-225

    8.25 – Sugestão de Relatório de Backlog. - 8-231



    9 – Indicadores de Desempenho Financeiro. - 9-233

    9.1 – Introdução aos Indicadores de Desempenho Financeiro - 9-233

    9.2 – Manutenções com e sem orçamento. - 9-234

    9.3 – Mais sobre Custos de Manutenção. - 9-234

    9.4 – Definições sobre Custos. - 9-235

    9.5 – Custo de Manutenção Total. - 9-237

    9.6 – Custo de Manutenção por Unidade Produzida - 9-238

    9.7 – Custo de Manutenção por Faturamento Bruto - 9-239

    9.8 – Custo de Manutenção pelo Investimento Total. - 9-240

    9.9 – Custo do Pessoal da Manutenção - 9-241

    9.10 – Custo Percentual do Pessoal de Execução - 9-242

    9.11 – Custo do Pessoal Disponível - 9-242

    9.12 – Custos do Hh em Atividades Extra Manutenção - 9-243

    9.13 – Custo do Hh Total em Manutenção - 9-243

    9.14 – Custo das Horas de Preventiva - 9-244

    9.15 – Custo das Horas de Corretiva - 9-244

    9.16 – Custo Unitário da Hora de Manutenção - 9-244

    9.17 – Custo Unitário da Hora de Preventiva - 9-245

    9.18 – Custo Unitário da Hora de Corretiva - 9-246

    9.19 – Custo do Material Gasto em Manutenção - 9-246

    9.20 – Custo do Material Gasto em Preventiva - 9-246

    9.21 – Custo do Material Gasto em Corretiva - 9-247

    9.22 – Custo de Sobressalente Gasto em Preventiva - 9-247

    9.23 – Custo de Sobressalente Gasto em Corretiva - 9-248

    9.24 – Custo de Manutenção Total. - 9-248

    9.25 – Custo Percentual da Hora de Preventiva - 9-248

    9.26 – Custo Percentual da Preventiva - 9-249

    9.27 – Custo Percentual da Corretiva - 9-249

    9.28 – Custo das Horas em Treinamento - 9-250

    9.29 – Percentual de Custo em Treinamento - 9-250

    9.30 – Custo das Ferramentas Especiais - 9-251

    9.31 – Custo das Ferramentas da Manutenção - 9-251

    9.32 – Outros Custos que Podem Ser Calculados - 9-251

    9.33 – Atenção - 9-252



    10 - Indicadores de Gerência de Material - 10-253

    10.1 – Introdução - 10-253

    10.2 – Sobre os Sobressalentes Recuperados - 10-253

    10.3 – Capital Total Imobilizado em Sobressalentes - 10-254

    10.4 – Capital Total Imobilizado em Almoxarifado - 10-254

    10.5 – Capital Percentual Imobilizado em Sobressalentes - 10-255

    10.6 – Rotatividade de Sobressalentes - 10-256

    10.7 – Quantidade de Sobressalentes Descartados - 10-256

    10.8 - Valor dos Sobressalentes Descartados - 10-257

    10.9 – Percentual de Sobressalentes Descartados - 10-258

    10.10 – Observação - 10-258



    11 - Relatórios de Manutenção - 11-259

    11.1 – Finalidade e Objetivos - 11-259

    11.2 – Recomendação de Indicadores em Relatórios - 11-260

    11.3 – Muito Importante - 11-263

    12 – Bibliografia e Obras de referência. - 12-265

    Informações Técnicas

    Nº de páginas:304
    Origem:Nacional
    Editora:Editoria Ciência Moderna
    Idioma:Português
    Edição:2ª Edição
    Ano:2016
    ISBN:9788539907663
    Encadernação:Brochura
    Autor:Gil Branco Filho
  • Informações

Avaliação técnica sobre o livro

Olá! Seja Bem Vindo (a)!

Eu sou o Moderninho , o Mascote da Ciência Moderna Online!
Além de bonito, o novo site tem Minhas Dicas :) #ficaadica

A 1ª Dica é -> Deixe aqui seu contato para receber nossas
NOVIDADES, PROMOÇÕES E CUPONS DE DESCONTOS ;)

Navegue SEM Moderação!